27 de março de 2008

Com a mesma intensidade com que vem, vai embora.
Com a mesma euforia que espera,
Tão quanto é a tristeza que se despede.
Tão intensas suas dores, tão fortes seus amores.
In-felizmente, este é o preço que se paga por não ser raso, não ser falso.


Isso tá quase abandonado né?! :D

2 comentários:

Belle disse...

quase abandonado?
estava abandonado... tenha vergonha
kkkkkkkkkkk

beijo

Dani Cabrera disse...

Realmente é perigoso não ser raso. Mas também não tem graça nenhuma ser assim. : )

Adorei o texto.

Beijos Janaína!
(E obrigada pela visita! Feliz que esteja gostando...):D