12 de novembro de 2008



"Quando mais nada houver, eu me erguerei cantando,
saudando a vida com meu corpo de cavalo jovem.
E numa louca corrida entregarei meu ser ao ser tempo
e a minha voz à doce voz do vento.
Despojado do que já não há, solto no vazio do que ainda não veio.
Minha boca cantará cantos de alivio pelo que se foi,
cantos de espera pelo que há de vir."

(Caio Fernando Abreu)


E quando tudo estiver dito e feito, ficará ainda mais difícil.
Mas nada vai acabar com o meu amor por você.

9 comentários:

Janaina disse...

Mas quando há amor, nunca é tudo dito...
Beijos! Obrigada pela visita, Xará. Meu sobrenome também começa com S. Será que somos irmãs gêmeas? Hauahauahauah.

K∂riиє* disse...

Aiii que lindo !
Eu amo Caio !

So nao acredito ainda que amor nao acaba...em relacao a ultima frase que vc postou...mas acredito que um dia eu va acreditar...ou pelo menos torco para isso...por enquanto vou vivendo um dia de cada vez,mas eh claro sendo amando !

beijooo

Ella... disse...

Caio é o há!
Adoooro.
Bjo, bjo, moça.

Glau Ribeiro disse...

Tem tanto tempo que não venho passear aqui. Venho, por vezes, quetinha, sem fazer maiores barulhos, mas esse texto foi de uma leveza tão boa. Provocou sensações de fazer sorriso aparecer que eu quis contar.

Beijo, grande!!!

Glau Ribeiro disse...

Jana,

Que sintonia boa! Nem tinha visto seu recado no meu canto.

Deu vontade de te visitar, e eu vim. E ai qndo vou olhar e-mail, óóóó vc lááá!!!

Bom-dimais, viu!!! =)

Obrigada pelas palavras de carinho. =)

Beeeijo!

fee disse...

O que foi? Esse teu post me deixou ansiosa.

Vc sumiu e eu vim te achar.

Tá boa?

Beijos :o)

Ca Mi La disse...

Ah não fim de semestre é o Ó haha
nao aguento minha gastrite ataca demais! =(

BEIJÃO E OBRIGADA PELO COENTÁRIO

Gin e Rum disse...

Saudações...

Muito bem escolhido o trecho transcrito... o Caio Fernando Abreu é realmente único.

Belo blog.

Um drink.

Rum.

Berkmis Viana disse...

Eu desejo tanto..

QUe esse amor nunca acabe!!

Eu te amo!

Xero!