10 de julho de 2009



"Solidão, é uma ilha com saudade de barco.
Abandono é quando o barco parte e você fica.
Saudade, é quando o momento tenta fugir da lembrança
pra acontecer de novo e não consegue.
Lembrança, é quando mesmo sem autorização,
seu pensamento remonta um capítulo.
Ausência, é uma falta que insiste em estar presente.
Tristeza, é uma mão gigante que aperta o coração."

- Desconheço o autor.

7 comentários:

Belle disse...

que saudade.

Luh Mahé disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jana disse...

é bem isso mesmo!

beijo

Glau Ribeiro disse...

E num é que é verdade?

Ando meio assim, Jana: [...]

Sem saber o que dizer.

Beeejo trem lindo!

Monday disse...

Oi, moça, tava lendo a Glau e vi seu comentário: quer dizer que você, tão novinha, já tá achando que amor é utopia?

Ah, moça, desiste não, ele pode demorar mas sempre pelo ar. Não se acha em prateleiras, não tem em site de busca da internet, mas ele existe.

Não é fantasma, não é invenção, mas precisa de alguns requisitos básicos: alma e coração!

se você tiver os dois, é uma questão de tempo. Mas não procure por ele, pois amor não se procura: se acha!

E quando você sorrir com aquela de boba antes de beijar a boca amada, vai se lembrar do que eu escrevi nesse dia para você (letra de uma música antiga, bem antiga):

Love is in the air
Everywhere I look around

http://www.youtube.com/watch?v=ykmewqEUZHU

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Janaína,

Toda vez que entro no seu blog e vejo esse seu sorriso lindo, sinto que por trás dessa tela existe uma menina que sabe ser luz.

Beijo grande.

Rebeca

-

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

O Néctar da Flor oferece um selo DIGA NÃO AO PLÁGIO! Somos originas, porque somos únicos. Cada ser um humano tem uma emoção individual. Por mais que as palavras e os pensamentos sejam parecidos, não temos o direito de pegar algo de alguém e dizer que é nosso. Não podemos trocar palavras e rasurar o sentir do próximo. Encontramos inspiração em alguém, na natureza, na vida, mas não temos o direito de copiar sentimentos. Inspiração é uma coisa, xerocar palavras alheias é outra.



Beijos jogados no ar, sempre!



-