3 de outubro de 2008



A ausência tão presente de não sei quê,
que tanto me faz falta.




"Claro, o dia de amanhã cuidará do dia de amanhã
e tudo chegará no tempo exato. Mas e o dia de hoje?"

[...]

"Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada¨impulso vital¨. Pois esse impulso ás vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como: - Estou contente outra vez."

(Caio F. Abreu)





7 comentários:

Ella... disse...

um de meus autores prediletos, o caio... E eu tbm me pergunto:quem cuidará do dia de hoje?
bjo

Késia Maximiano disse...

E foi vc quem me apresentou ao Caio... E hj eu não largo mais :D

Lindo, flor..
Bjão

Sara disse...

Conheci Caio há pouco tempo e, até agora, o que li dele foi bem bonito... :)
Estou passando aqui porque você me deixou um comentário no blog: http://sarafc.zip.net
Maaas ontem fiz um outro para mim. Nova fase. Novos sonhos. Novo lar. Vamos ver no que vai dar...
Todo carnaval tem seu fim, foi o fim daquele blog, mas começo esse novo para dar asas às palavras em mim...
Beijos...

PS: Volto mais vezes! :)

Átila Siqueira. disse...

Como tudo o que eu encontro aqui, esse é mais um texto lindo. Vejo nele muita esperança, e uma visão positiva do mundo e de sua transitividade, que para muitos torna a existência quase insuportável. É uma visão bem interessante de mundo essa.

Adorei.

Deixei um presente para ti lá no meu blog, passe lá e veja se gosta, e depois me conte.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

Sarah disse...

Textos de Caio são lindos!

mari disse...

bonito.

Ana Luisa disse...

Vc é ótima!
As citações que escolhe te fazem especial, sabia.

Adorei conhecer teu espaço.

Beijão.