27 de outubro de 2008


Naquele dia a certeza de que muita coisa dali em diante seria diferente.
E seria mesmo, talvez fosse a grande chance... ou não.

Enchendo o coração de esperança,

Trazendo um brilho diferente aos olhos cansados de chorar.

E a temporada das flores inspira os re-começos.

Esse amor ganhou vida novamente

e estaremos juntos, bem aqui, para vê-lo florescer.




[...]



"Os opostos se distraem
Os dispostos se atraem"
(O Teatro Mágico)

4 comentários:

Átila Siqueira. disse...

Recomeço, que coisa linda de se pensar. Que os amores refloresçam sempre, e que os corações transbordem de esperança.

Adorei o poema.

Obrigado pela visita, fiquei muito feliz com ela.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

Flávia disse...

"Esse amor ganhou vida novamente
e estaremos juntos, bem aqui, para vê-lo florescer."

Aconteceu comigo HOJE.

que delícia. Que delícia meu Deus...

Beijos :)

Fee disse...

Ah, que lindo, Janaína!
Cara, eu gosto tanto da sua doçura.
Tava comentando com uma amiga minha, dia desses, sobre o fato tão lamentável de tantas meninas da nossa geração terem assassinado sua doçura, graça, leveza, feminilidade. Você, não. Você é doce. E é lindo ler o q vc escreve.

Recomeçar - sempre - é preciso!

Dois beijos e mais um.

K∂riиє* disse...

Adoro recomecos,novidades e tudo isso me inspira!
As vezes nem precisa ser uma nova relacao,ou a mudanca radical,so uma maneira nova de enxergar a mesma coisa!

Quanto aos dispostos,eles sempre conseguem o que querem!

beijoooo

vou te linkar,posso?